Francisco Campos conquista 7º lugar em sprint vigoroso

6 AGO 2018

Francisco Campos, da equipa Continental UCI Miranda-Mortágua, terminou hoje a quinta etapa da 80.ª Volta a Portugal em bicicleta na 7.ª posição, numa chegada em sprint a Viseu, após uma viagem de sobe e desce ao longo de 191,7 km, que teve início no Sabugal. O sprinter da Miranda-Mortágua, que já na primeira etapa da Volta fechou o Top 10 do dia, e tendo estado ontem a representar a equipa durante todo o dia na fuga, esteve hoje na luta pelo sprint final e termina a tirada com uma excelente prestação.

“Tínhamos em perspetiva para hoje entrar na fuga do dia, não foi possível. Foi um início de etapa muito complicado mas já estávamos a prevê-lo. Por isso no briefing explicamos muito bem a tirada e a equipa não sentiu dificuldades. Voltámos a sentir o calor no início da corrida e mais uma vez gastamos muita água”, adiantou Pedro Silva, diretor desportivo da Miranda-Mortágua. “Como o pelotão não deixava ir grupos grandes acabamos por ficar um pouco resguardados, a pensar no futuro e nesta chegada. Francisco Campos tinha por missão fazer o melhor possível, um lugar nos primeiros 10 já era muito bom, a partir daí, o sétimo é o nosso melhor resultado, o que me deixa muito contente com a prestação de todos”.

Para a segunda parte da Volta, após o dia de descanso amanhã, “sabemos que vai ser complicadíssimo atingir um dos nossos grandes objetivos, que é ganhar a Camisola Branca, o Prémio da Juventude. Neste momento o Gonçalo está em terceiro, sabemos que o corredor que está em primeiro lugar vai ser difícil de destronar, mas tudo é possível e tudo pode acontecer. Nessa perspectiva vamos continuar muito focados em ganhar esta camisola. Contudo, o terceiro lugar já nos enche de orgulho e como é óbvio o Gonçalo tem apenas 20 anos, é muito bom. Vamos também tentar principalmente continuar a fazer o que fizemos ontem e hoje, duas etapas fantásticas”, revelou o diretor desportivo da Miranda-Mortágua.

Amanhã, 7 de agosto, o pelotão vai descansar, sendo dada vez aos ciclistas amadores, que vão ter a oportunidade de participar na Etapa da Volta, que se realiza em Viseu, cidade que acolheu hoje a chegada. Mas na quarta-feira a Grandísisma regressa para uma sexta etapa exigente e que liga Sernancelhe a Boticas, num percurso com 165,4 km, onde são esperadas três contagens de montanha de terceira categoria.

Fotos: Miranda Bike Parts

CLASSIFICAÇÃO ETAPA

1.º - Riccardo Stacchiotti (MsTina-Focus) 5h01m45s
7.º - Francisco Campos (Miranda-Mortágua) mt
63.º - Hugo Nunes (Miranda-Mortágua) mt
65.º - Gonçalo Carvalho (Miranda-Mortágua) mt
70.º - Nuno Meireles (Miranda-Mortágua) mt
86.º - Jorge Magalhães (Miranda-Mortágua) a 23s

CLASSIFICAÇÃO GERAL

1.º - Raúl Alarcón (W52/ FC Porto) 24h51m39s
23.º - Gonçalo Carvalho (Miranda-Mortágua) a 7m06s
47.º - Hugo Nunes (Miranda-Mortágua) a 16m40s
70.º - Nuno Meireles (Miranda-Mortágua) a 34m14s
103.º - Jorge Magalhães (Miranda-Mortágua) a 53m49s
105.º - Francisco Campos (Miranda-Mortágua) a 57m24s

CLASSIFICAÇÃO GERAL JUVENTUDE

1.º - Xuban Errazkin (Vito-Feirense-BlackJack) 19h52m14s
3.º - Gonçalo Carvalho (Miranda-Mortágua) a 4m46s

CLASSIFICAÇÃO POR EQUIPAS

1.º - Sporting/Tavira 59h36m33s
15.º - Miranda-Mortágua a 50m55s

Sponsors