Francisco Campos fecha o Top10 em Albufeira em dia de calor abrasador

2 AGO 2018

Francisco Campos, da equipa Continental UCI Miranda-Mortágua, concluiu hoje, 2 de agosto, na 10.ª posição a primeira etapa da 80.ª Volta a Portugal em bicicleta, numa chegada ao sprint. O jovem corredor de 20 anos foi também o primeiro Sub-23 na etapa do dia. Uma travessia com 191,8 km que cruzou o Alentejo até chegar ao Algarve, numa ligação entre Alcácer do Sal e Albufeira feita debaixo de um calor abrasador, com temperaturas que atingiram os 44 graus.

Esta quinta-feira de Grandíssima fica marcada pelo regresso ao Algarve, após uma década de ausência, para a primeira de nove etapas em linha. No início da tirada a equipa manteve-se ativa, chegando Nuno Meireles a integrar uma fuga.

Francisco Campos, que foi Campeão Nacional de Sub-23 em 2017 e é um dos mais jovens corredores da Miranda-Mortágua, estava com boas pernas e foi a aposta da equipa para a chegada de hoje. O sprinter correspondeu da melhor maneira ao muito trabalho realizado pela equipa, terminando na 10.ª posição, um lugar de destaque e relevo numa chegada da Volta a Portugal. Já Jorge Magalhães esteve envolvido numa queda nos últimos 5 km, que viria a comprometer a sua prestação na jornada.

“Sabíamos à partida que ia ser um dia muito difícil. Mas os nossos ciclistas acabaram por reagir bem à etapa, sendo também criadas algumas estratégias para atenuar o calor. Todos se mantiveram bem hidratados, o que ajudou a evitar algum desgaste”, comentou Pedro Silva, diretor desportivo da Miranda-Mortágua. Sobre o resultado o dirigente não esconde que “era um objetivo da equipa e sabíamos que o podíamos alcançar com o Campos. Embora não fosse uma chegada que o favorecia, apostamos nele e a equipa esteve com ele durante toda a etapa. É sem dúvida um resultado de assinalar, ainda mais com uma equipa tão jovem quanto a nossa”.

Amanhã, sexta-feira dia 3, será percorrida a segunda etapa em linha, a mais longa desta edição da Volta, com 203,6 km entre Beja e Portalegre. O calor vai continuar a sentir-se e a chegada vai favorecer de novo os sprinters, principalmente aqueles que se dão bem com inclinações ligeiras, o que augura “boas expectativas para a equipa. E com o resultado de hoje há também motivação extra, estando todos muito confiantes para o dia de amanhã”, concluiu Pedro Silva.

Fotos: Miranda Bike Parts

CLASSIFICAÇÃO ETAPA

1.º - Riccardo Stacchiotti (MsTina-Focus) 5h14m43s
10.º - Francisco Campos (Miranda-Mortágua) mt
54.º - António Barbio (Miranda-Mortágua) mt
56.º - Hugo Nunes (Miranda-Mortágua) mt
66.º - Gonçalo Carvalho (Miranda-Mortágua) mt
89.º - Nuno Meireles (Miranda-Mortágua) mt
104.º - Pedro Teixeira (Miranda-Mortágua) a 46s
116.º - Jorge Magalhães (Miranda-Mortágua) a 1m38s

CLASSIFICAÇÃO GERAL

1.º - Rafael Reis (Caja Rural/ Seguros RGA) 5h17m01s
30.º - Francisco Campos (Miranda-Mortágua) mt
64.º - António Barbio (Miranda-Mortágua) a 14s
66.º - Gonçalo Carvalho (Miranda-Mortágua) mt
69.º - Nuno Meireles (Miranda-Mortágua) a 15s
82.º - Hugo Nunes (Miranda-Mortágua) a 19s
103.º - Pedro Teixeira (Miranda-Mortágua) a 59s
114.º - Jorge Magalhães (Miranda-Mortágua) a 1m50s

CLASSIFICAÇÃO POR EQUIPAS

1.º - Sporting/ Tavira 15h51m18s
16.º - Miranda-Mortágua a 15h51m37s

Sponsors