Daniel Freitas uma vez mais à beira da vitória, 2º classificado na Rota da Filigrana

Sept. 14, 2019

A primeira edição da Rota da Filigrana, uma clássica de 132 quilómetros, entre Gondomar e Póvoa de Lanhoso, que ligou dois concelhos intimamente àquela arte de trabalhar os metais preciosos. Daniel Freitas no sprint final esteve muito perto de repetir a vitória, foi o 2º classificado.

Uma fuga de cinco corredores, no início da corrida, marcou um andamento vivo, que permitiu que se cumprissem 44 quilómetros na primeira hora. Fuga esta que esteve sempre controlada pelo pelotão e que se viria a desentender após a única contagem de montanha do dia.

Todas as decisões ficariam guardadas para o sprint final, onde no grupo da frente de cerca de 30 unidades contávamos com 2 ciclistas, Daniel Freitas e Tiago Leal. Num sprint muito apertado, Daniel Freitas acabaria por ser batido por Francisco Campos (W52/FC Porto), levando assim a 2ª posição para casa.

Mais um registo de destaque por parte do nosso sprinter, Daniel Freitas que uma vez mais esteve na luta direta pela vitória de etapa, uma constante ao longo de toda a época.
Tiago Leal viria a chegar inserido no grupo da frente com o mesmo tempo do vencedor.

Na classificação coletiva a Miranda-Mortágua ocupou a 7ª posição. A próxima competição será a Volta a Feira, corrida destinada apenas aos ciclistas Sub23, que se disputa no próximo dia 28 de setembro.

Classificação Etapa
Gondomar – Póvoa de Lanhoso: 132 kms
1.º Francisco Campos (W52/FC Porto), 3h04m04s
2.º Daniel Freitas (Miranda-Mortágua), mt
23.º Tiago Leal (Miranda-Mortágua), mt
31.º Ivo Pinheiro (Miranda-Mortágua), a 1m08s
45.º Jesús Nanclares (Miranda-Mortágua), a 9m44s
46.º Cristian Mota (Miranda-Mortágua), a 9m47s
48.º Pedro Pinto (Miranda-Mortágua), a 9m54s
DNF Artur Chaves (Miranda-Mortágua)

Classificação Geral por Equipas
1.º Sporting/Tavira, 9h12m12s
7.º Miranda-Mortágua, a 1m08s

Imagens

Sponsors

Logo
Logo
Logo