Joaquim Silva regressa a uma casa que bem conhece com ambições elevadas

Nov. 7, 2019

Joaquim Silva é o décimo e último ciclista a ser apresentado pela Miranda-Mortágua para a Temporada 2020. Natural de Cabeça Santa, Penafiel, Joaquim Silva marca assim o seu regresso ao Velo Clube do Centro, estrutura que representou entre os anos de 2011 e 2014.

Foi precisamente nesses anos, os quatro anos na categoria Sub23 que Joaquim Silva começou a conquistar o seu espaço e a tornar-se um dos melhores trepadores do pelotão. Após os dois primeiros anos de muita aprendizagem, foi na Temporada 2013 se começou a destacar com um 2º lugar na Classificação da Juventude do GP Internacional de Torres Vedras – Troféu Joaquim Agostinho e um 12º lugar à Geral da Vuelta Ciclista e Léon, ambas provas de categoria 2.2.

Mas seria no ano de 2014, o último ano na categoria de Sub23, que Joaquim Silva viria a viver dos momentos mais bonitos da sua carreira. Foi com as nossas cores que se sagrou Campeão Nacional de Fundo Sub23, foi 2º classificado na Geral da Volta a Portugal do Futuro e fez a sua estreia na “Grandíssima”, terminou entre os 25 primeiros a sua primeira Volta a Portugal. De destacar ainda a sua participação no Tour de l’Avenir, a prova mais importante para o escalão Sub23, foi 8º na Classificação Geral, o 3º melhor resultado de sempre de um português nesta prova, apenas superado por Rui Costa no ano de 2008 e João Almeida em 2018.

Foi ainda neste ano que Joaquim Silva assegurou a participação nos Campeonatos do Mundo Sub23 em Ponferrada, Espanha e uma vez mais se bateu com os melhores do mundo, obteve um honroso 16º lugar.

Todos estes resultados de destaque fizeram com que a sua subida ao escalão Elite fosse feita na equipa W52-FC Porto, onde esteve até à Temporada 2017. No ano de 2018 subiu ao escalão Profissional Continental na equipa Caja Rural – Seguros RGA e neste mesmo escalão se manteve na presente temporada, no seu regresso à equipa portista.

Nestas 5 temporadas, Joaquim Silva continuou a mostrar-se e a bater-se com os melhores não só em terrenos duros, mas também no Contra Relógio, vertente essa que tem melhorado muito e que o torna um ciclista muito completo. Em 2017 de assinalar o 9º lugar na Classificação Geral da Vuelta as Asturias (lugar que repetiria em 2018) e o 8º lugar também na Classificação Geral da Vuelta a Castilla e Léon, ambas as provas de categoria 2.1.

Em 2018 há a destacar o 7º lugar na Classificação Geral do GP Beiras e Serra da Estrela (2.1) e na presente temporada o 10º lugar na Classificação Geral no Skoda-Tour de Luxembourg e a 7ª posição também na Classificação Geral do Tour of Qinghai Lake, ambas as provas de categoria 2.HC.

Atualmente com 27 anos, Joaquim Silva apresenta já um vasto palmarés e irá ser na Temporada 2020 um dos principais líderes da equipa. “As espectativas são muito boas, irei tentar estar sempre na frente das principais provas e claro, voltar a reerguer os braços por esta equipa ou ajudar a que algum companheiro o faça será o objetivo!”.

Bem vindo de volta “Quim”!

A equipa para 2020 está completa, onde houve uma clara aposta na experiência mas nunca esquecendo a mística da equipa que é a juventude e a formação de jovens para que sejam os campeões de amanhã. Estamos ansiosos por 2020!

Imagens

Sponsors

Logo
Logo
Logo